22/jul/18Calendário 24/jul/18


Killini / Zakynthos - 23/jul/18 (26 fotos)Mais fotos:ÁlbumSlide show

Barcos pequenos no porto - KilliniA partida da barca para a ilha de Zakynthos (leia záquintos) estava marcada para 12:15 h e pretendia iniciar a caminhada para o porto às 10:00 h. Com as coisas rapidamente arrumadas e a quantidade grande de nuvens, que não aconselhava perda de tempo, acabei saindo um pouco antes para encarar a estrada larga e cheguei no cais mais de duas horas antes do início da viagem. O sentimento durante o percurso foi mais de desânimo do que de cansaço. A previsão meteorológica para os próximos dias não é nada otimista e esperava que as sete diárias na nova ilha não fossem totalmente desperdiçadas. Mesmo com vários meses de antecedência não foi fácil encontrar lugar razoProntos para o embarque - Killiniável para hospedagem e tive que optar por um orçamento um pouco mais liberal. Mas o pior problema era a localização. Fica mais ou menos à mesma distância da de Killini e vou ter ainda hoje pelo menos mais uma caminhada de quilometragem parecida. Acho que o percurso é um pouco mais agradável, urbano e costeiro, além de plano. Mas vai depender da situação do céu no momento da atracação. Tentei encontrar outra possibilidade quando voltei da viagem ao Caribe mas as condições eram ainda piores. Na realidade, a posição só é importante na chegada e na saída, quando estou carregando bagagem. Nos dias de caminhada normal não faz nenhuma diferença andar um pouco mais Boas-vindas dos penhascos esverdeados - Zakynthospara um lado ou para o outro. A proximidade tambem é desejavel no caso de usar o transporte coletivo, porém tenho evitado essa forma de deslocamento por causa das incertezas e inadequações dos horários. Quando, além de longe, não tem mercado por perto, aí fica mais trabalhoso. Às 11:30 h o navio apareceu no quebra-mar e iniciou o procedimento para estacionar. Como já conhecia os barcos modernos e confortáveis da companhia passei direto pelo bar e segui à procura da área das poltronas de avião. Dessa vez não ia dar para aproveitar o sol inexistente e nem me dei ao trabalho de subir para assistir à partida, mesmo com o ar frio do ambiente interno. Ao menos o mMinha vista da Pensão Elena - Zakynthoseu domínio da língua parece estar aumentando. Consegui entender a pergunta que um passageiro fez ao funcionário sobre a necessidade de respeitar a numeração do assentos e a resposta foi negativa. É um consolo. Quem sabe quando for septuagenário vou poder falar alguma coisa. A travessia de uma hora e vinte minutos foi totalmente nublada e a situação continuou a mesma durante a caminhada de quarenta minutos, contra a minha esperança de ser apenas uma condição passageira. O Spiros estava ocupado atendendo um casal que acabava de chegar e logo chegou a minha vez. Ele não quis receber o pagamento dizendo que essa era a tarefa da Elena, que viria mais tarde. Tive Hospedagem na última ponta - Zakynthosalguma dificuldade com a internet. Parece que a recepção não é tão boa em alguns lugares do quarto. Mas na varanda, junto com os mosquitos, funciona melhor. Após uma hora voltei para o centro, não tanto por curiosidade de conhecer uma nova cidade, mas atrás de um supermercado. Acho que não terei problema nesse quesito se não me importar em andar carregado por três quilômetros. O tempo melhorou um pouco mas o céu continuou bastante encoberto. Senti alguns pingos fracos, que só serviram para impulsionar a incerteza. A transmissão não foi das mais ágeis mas deu para mandar tudo com razoável eficiência. O problema é a instabilidade. Às vezes vai, outras emperra.