19/dez/18Calendário 21/dez/18


São Paulo - qui 20/dez/18 * 3,46 km * (0 foto)Mais fotos:ÁlbumSlide show

A dúvida era se haveria tempo de pegar o trem expresso das 6:00 h para a Estação da Luz. Tinha apenas uma hora e meia para sair da aeronave, pegar a bagagem, passar na polícia e na alfândega e aguardar o transporte gratuito até o terminal. A ligação ferroviária direta até o centro é atualmente a forma mais prática e rápida de chegar em casa pelo transporte coletivo. A única dificuldade é o número reduzido de horários, o que acarreta intervalo muito grande entre as viagens. A alternativa seria pegar o trem normal pinga-pinga que, além de mais demorado, coincidiria com o movimento dos trabalhadores indo ao serviço. Foi tudo a jato. Em meia hora estava do lado de fora esperando o ônibus para seguir pelos três quilômetros até a estação inicial de trens. Quarenta minutos antes do prazo estava na bilheteria para comprar o bilhete especial. Minha surpresa foi saber que o Expresso sairia somente às 9:00 h. O jeito foi pegar o convencional, parando em todas as estações e trocando de linhas várias vezes. A parte inicial foi fácil e rápida, com pouca gente. A primeira troca deveria acontecer às 6:00 h mas era impossível. Os carros já chegavam completamente lotados e, após a passagem do terceiro, nem me dei mais ao trabalho de pensar em entrar. Que ideia de jumento! Um funcionário deu a dica de que na plataforma ao lado passaria em alguns minutos um serviço um pouco mais vazio. Tratava -se da linha Airport Connect que também vem do aeroporto mas vai parando em todas as estações. Se a bilheteira tivesse me alertado sobre tal possibilidade desde o princípio teria evitado bastante aborrecimento. Mas nem tudo estava resolvido. Consegui chegar ao Brás, contudo, teria que pegar o metrô. Imaginei que estaria a mesma loucura mas atravessei a interminável interligação entre os dois modos de trilho apenas para confirmar a inviabilidade. Resolvi acreditar nos pés e fui para a rua. Dei um monte de voltas até me localizar, mesmo com a ajuda do mapa eletrônico. Andei até o centro, passando pela Catedral e parando na Praça da República. Não me sentia apto para encarar a subida da Consolação e, lembrando que agora estaria me movendo no contra-fluxo, entrei num dos ônibus conhecidos. Realmente estava vazio e cheguei em casa às 8:30 h.