09/ago/18Calendário 11/ago/18


Gythio - 10/ago/18 (46 fotos)Mais fotos:ÁlbumSlide show

Sereia no porto - GythioDesci às 7:30 h para experimentar o café da manhã incluído na diária e descobri que não vale a pena perder qualquer outra atividade por causa dele. Ainda não decidi a respeito das viagens para locais próximos, mas estou bastante resistente. Quem sabe com a tentativa de caminhada pelas praias da redondeza tenha algum empurrão mais forte. Iniciei o passeio pela orla na saída da hospedagem e entrei no quebra-mar que envolve o porto. Da ponta perto do farol se tem uma visão Porto - Gythioincrível da cidade esparramada pelo morro mas as pedras ao molde de Kalamata que estava procurando não existiam. O desvio seguinte veio logo à frente onde surge uma curta calçada que atravessa o mar e leva à ilha de Kranae em que as únicas construções relevantes são uma pequena igreja, um pequeno museu e um pequeno farol. Ligando os pontos dava para discernir um caminho entre os pinheiros do bosque que cobre a ilhota. Também aqui as pedras que entravam na água não pareciPraia de Mavrovuni - Gythioam convidativas. Peguei uma ladeira na saída da cidade para entrar na estrada que passa pela longa praia de Mavrovuni. Em menos de um quilômetro apareceu um acesso â faixa de areia ao longo da qual se estende uma estrada de terra que serve de rua principal do balneário espaçoso. Segui até a metade do caminho, enquanto a areia que cobria a via não era muito fofa e depois deu preguiça de continuar até o morro que define o final da praia. Retornei pelo mesmo itinerário apenCastelo Goulades - Gythioas fazendo um desvio na subida do povoado de Mavrovuni para conhecer o Castelo em ruínas no topo da colina. Na volta para o centro pude admirar do alto a cobertura vegetal da ilhota e atravessei a orla para o outro lado. A avenida segue pelo litoral onde pude identificar alguns pontos razoáveis se candidatando a me abrigar nos próximos dias. Já não pensava tanto em sair da cidade em viagens rodoviárias incertas e estava cada vez mais convicto de passar o tempo em Gythio Ilha de Kranae - Gythiona beira do Golfo da Lacônia, definido por duas das três penínsulas em forma de dedo do sul do Peloponeso. Pretendia terminar o dia mais cedo porém encontrei uma placa apontando para o teatro antigo. Gythio foi o porto de Esparta na época das cidades-estado, destruído no início da era cristã por um terremoto. Como estava perto passei na rodoviária para verificar as condições para me transferir para a base seguinte na quarta-feira. Acho que foi uma boa ideia porque me aleTeatro antigo - Gythiortou da possibilidade de lotação do transporte. O simpático vendedor entrou em contato com Trípoli, a cidade em que terei que fazer conexão, para saber dos horários que, no entanto, ainda não estavam definidos. Ele fez a reserva do trecho inicial e fiquei de voltar no começo da semana para confirmar a segunda etapa. Também fui lembrado de que escolhi um dos principais feriados gregos para fazer a mudança. Parece, contudo, que isso não afeta muito o transporte coletivo.