08/jul/18Calendário 10/jul/18


Patras / Sami, Kefalonia - 09/jul/18 (97 fotos)Mais fotos:ÁlbumSlide show

Barco para Sami - PatrasAo voltar para o hotel ontem no final da tarde notei alguns restos de muralha no fundo da cidade e ao consultar o mapa eletrônico no quarto descobri que se tratava do Castelo de Patras. Como a viagem de barco teria início apenas na hora do almoço achei que poderia preencher a manhã com uma última, curta e rápida visita. Quando acordei às 7:30 h notei que seria um pouco arriscado realizar tal aventura com hora marcada para retorno. A fortificação não fica longe mas está em cima do morro e, como a caminhada exigiria algum esforço, preferi usar as duas horas que havia reservado para o passeio para ajeitar com calma os pertences nas mocEmbarque de pedestres - Patrashilas e chegar um pouco mais cedo no terminal marítimo. Olhei várias vezes pela porta da varanda para me certificar de que o tempo estava bom, sempre desconfiado. A ilha de Kefalonia (leia quefalônia) é maior do que as duas em que estive anteriormente, Skopelos e Skiathos e, com a informação desatualizada e desencontrada na internet sobre os horários do transporte coletivo, preferi fazer reserva em hospedagens nas três cidades maiores. A primeira seria Sami (leia sámi), onde ficaria quatro noites. A travessia deveria durar pouco menos de três horas e eu acabei deixando o hotel antes ainda do que imaginava. Tinha certeza do terminal Porto - Sami, Kefaloniaem que começaria a viagem mas a existência de outra opção distante cinco quilômetros sempre deixa um resto de dúvida. O balcão de informações estava desabitado e não havia painel com destinos e horários. Passei no quiosque de ônibus da ilha porém a atendente não conseguia entender que eu procurava os horários entre as cidades de Kefalonia, apesar de ela trabalhar para a companhia rodoviária de lá. No final ela sugeriu que eu verificasse quando chegasse no destino. Grande ajuda! Uma rede aberta excelente possibilitou a pesquisa no Google e tive acesso à mesma página que já havia consultado em São Paulo durante a preparação do itineráEntrada do Lago Melissani - Sami, Kefaloniario. As possibilidades não são imensas mas dão alguma tranquilidade. Às 11:30 h comecei a divisar um barco no horizonte se aproximando. Após meia hora ficou mais claro que aquela era a minha condução. Só que o capitão estacionou muito longe do terminal e eu tive que caminhar um longo trecho carregado pelo cais. Ficou óbvio porque o interior da construção estava tão vazio. A longa fila de carros e os pedestres estavam aguardando no local correto. Imagino que se tivesse pegado o ônibus ofertado pela companhia teria sido conduzido ao ponto adequado. Contudo deu bastante tempo de me aproximar e precisei esperar todo mundo sair antes de Lago Melissani - Sami, Kefaloniapoder embarcar. A preocupação com um local para largar a bagagem se mostrou despropositada, já que havia inúmeras mesas com poltronas nos diversos ambientes e ainda um salão com muitos assentos de avião. Deixei as mochilas guardando dois lugares e subi para o solário na coberta superior. Muitas pessoas escolheram cadeiras sob o toldo e eu fui dos poucos a viajar debaixo do sol. Para permitir a entrada de todos os viajantes o piloto teve que atrasar a partida em quinze minutos. Acho que as informações que possuía estavam desatualizadas porque a atracação ocorreu apenas às 16:00 h, uma hora e meia após o marcado. Os 800 metros até o hLago Karavomylos - Sami, Kefaloniaotel serviram de amostra da simpática vila, de poucas ruas e cara bem turística. A Poppy comandava a recepção e já tinha tudo preparado para me mostrar o apartamento. Pareceu excelente. Grande, com cozinha e varanda. A rede deu mostras de ser muito boa e após a rápida instalação desci para efetuar o pagamento. O dia já estava praticamente perdido mas eu resolvi caminhar a curta distância até o povoado vizinho de Karavomylos (leia caravómilos) a partir de onde se chega ao Lago Melissani (leia melissáni) uma das atrações mais famosas da ilha. Pretendia apenas ver como era o caminho e verificar se valeria a pena voltar outra hora para Praia em Karavomylos - Sami, Kefaloniafazer a visita. Na estrada vi diversos ônibus de turismo, daqueles que levam passageiros de navios de cruzeiro para realizar pequenos passeios. Achei que fosse encontrar o local cheio apesar de já ter passado das 17:30 h. Pelo contrário havia pouca gente e, ao descobrir na bilheteria que a volta no barco durava apenas quinze minutos, resolvi completar a experiência e liberar um compromisso da agenda apertada. Estava com impressão de que os doze dias que havia reservado para a ilha de Kefalonia seriam muito corridos e insuficientes para andar pelos principais pontos. Tendo visitado a atração logo na primeira oportunidade me desobrigoMural em Karavomylos - Sami, Kefaloniau de ter que voltar para esse lado. O Lago Melissani é uma formação geológica de 20.000 anos em que um rio subterrâneo proveniente da outra costa da ilha aflora numa caverna cujo teto desmoronou. Uma volta de canoa com direito a piloto metido a gondoleiro leva grupos de dez a quinze pessoas através das águas cristalinas e entra na parte da caverna que ainda tem teto e apreeenta alguns estalagmites e estalactites. Na saída fui até o vizinho Lago Karavomylos, outro afloramento do rio interior antes de desaguar na baía de Sami. Retornei seguindo a orla até o centro aproveitando para planejar mentalmente os próximos deslocamentos.