03/set/18Calendário 05/set/18


Dubai / São Paulo - 04/set/18 (9 fotos)Mais fotos:ÁlbumSlide show

Sala de embarque - DubaiDessa vez a aeronave usada entre Atenas e Dubai também foi o Airbus A380-800. E estava lotado. O embarque começou às 22:10 h, uma hora antes da partida e a duração da viagem foi estimada pelo capitão em quatro horas e quinze minutos. As refeições da Emirates costumam ser muito boas e o frango do jantar da madrugada não foi exceção. O pouso aconteceu às 4:25 h numa ponta do aeroporto e a continuação para São Paulo partia da outra extremidade. Devem estar fazendo manutenção no trem que liga os terminais e tive que pegar um ônibus que fez quilômetros de voltas pelos subterrâneos do imenso terminal aéreo. A ala de onde partiria também deve estar passando por reformas porque só havia as portas de embarque e um ou outro pequeno bar com estoque mínimo. Não era um lugar para gastar dinheiro. Para entrar no duty free mais próximo teria que voltar metade do caminho. A espera para o novo embarque seria de quase três horas e havia poucos lugares para sentar. As salas de espera dos portões estavam fechadas e os únicos assentos ficavam no corredor. Parece que resolveram incrementar a segurança. Pouco antes das 7:00 h a fila que se formava do lado de fora começou a andar e as identidades foram cuidadosamente verificadas. A grande aeronave estava bem vazia para contrastar com o primeiro trecho. A parte dos fundos não devia ter nem a metade dos assentos ocupada e fiquei com o conjunto de três bancos só para mim. Será que o brasileiro já está viajando menos? Com essa lotação acho pouco provável que eles mantenham os dois voos diários para a capital paulista mais o do Rio. Tenho impressão de que o café da manhã servido logo na partida, apesar de muito bom, teve o mesmo conteúdo do de três meses atrás. E, de acordo com o cardápio, seria coisa semelhante no almoço. O piloto avisou que a duração da viagem seria de quatorze horas, uma a menos do que o apontado na reserva. Continuei com a impressão de já ter desfrutado da refeição servida no almoço, e ainda tive uma esquisita sensação de dejá-vu ao separar os pequenos grãos verdes da salada. A opção era a mesma de antes, com alternativa de frango ou peixe mas não lembro de anteriormente ter separado a ervilha e o pimentão. Não ficou claro o banimento de refrigerantes nesse voo. Uma aeromoça logo no início explicou alguma coisa que não consegui entender. Durante toda a viagem apenas água, vinho, cerveja e suco de laranja ou de maçã foi ofertado. Num dos intervalos desperto assisti ao filme Mama Mia escolhido dentre a coleção centenária oferecida pelo sistema de entretenimento. Pretendia identificar alguma locação por onde tivesse passado, porém as tomadas eram breves e não pude posicionar a maior parte das cenas. A verdade é que aquelas paisagens idílicas estão espalhadas por todo o território grego. Às 15:10 h sob 15° C, muitas nuvens e forte tempestade a viagem chegava ao fim. Depois de sacar algum dinheiro fui para a estação pegar os trens e metrô.