03/dez/18Calendário 05/dez/18


Boka Labadera - 04/dez/18 (13 fotos)Mais fotos:ÁlbumSlide show

Passagem interditada - CuraçaoO despertador das 6:30 h parece que vai ser um pássaro cantor que mora embaixo da minha janela do lado de fora do quarto. Acho que ele sempre acorda contente. Não estava com vontade de pegar outro ônibus hoje ou de sair tão cedo e resolvi ficar um pouco mais na cama. Estava pensando em algum passeio a pé por perto do centro e fiz algumas consultas ao mapa eletrônico. Repentinamente decidi repetir o trajeto de ontem, tentando fazer algumas alterações. Imaginava que talvez o motorista fizesse a volta em algum lugar, como pensava anteriormente e eu não tivesse tido oportunidade de confirmar por ter descido cedo demais. Me apressei em preparar as coisas e saí correndo do hotel às 7:25 h. Deu tempo de pegar o mesmo transporte de cinco minutos mais tarde só que achei um poucoPoça gigante - Curaçao arriscado rever o caminho no mapa da parede. Com um pouco mais de paciência dentro do veículo pude descer bem mais perto do começo de uma trilha desconhecida que vai direto para Boka Labadera e tem três quilômetros de extensão. Ao desembarcar me postei numa sombra para verificar se o condutor faria o retorno logo à frente como pensava e, realmente, alguns minutos depois, ele passava no sentido contrário, em direção ao centro. Pude calcular em quarenta minutos o tempo gasto do terminal até este ponto, o que permitiria definir o horário da volta no fim da tarde. A nova rota sugerida tinha início de forma assustadora. Os primeiros metros eram uma estreita faixa de mato pisoteado. Alguns passos, no entanto, foram suficientes para ultrapassar a vegetação e na sequência comePonto do ônibus - Curaçaoçou uma larga estrada de terra. O tracejado apresentado era de uma linha praticamente reta, com apenas duas curvas no final, justamente na região dos lamaçais intransponíveis. Logo após o trecho residencial, com algumas vias transversais, surgiu uma cancela fechada impedindo o prosseguimento. Acostumado com esse tipo de inconveniente, inclusive de outras viagens, reparei no desvio pelo mato amassado ao lado. Certamente não seria o primeiro a cometer a transgressão. Essa devia ser a trilha das pombas já que, por cada touceira que passava, um par saía em revoada. Estava torcendo para que dois dias sem chuva forte tivessem contribuído para a secagem de pelo menos parte das bordas. A poça inicial era inegociável, mas reparei na existência de um atalho não apresentado no mapRua colorida - Willemstada que evitaria os contornos seguintes. Atingi a segunda piscina e a beirada estava, realmente, mais transitável. Deu para chegar em Boka Labadera pouco antes das 9:00 h. Havia estimado dois horários, 14:00 h e 16:00 h, para sair da praia e tentar um encontro com a condução na avenida próxima. Contudo, em razão das nuvens, antecepei a primeira alternativa em 30 minutos. Teria que aguardar, pelos meus cálculos, aproximadamente uma hora pela passagem do ônibus seguinte. Tempo demais. Lembrando que não havia acrescentado muitos quilômetros ao meu catálogo de hoje achei que valeria a pena voltar para o centro a pé, aproveitando para preencher o tempo liberado pela saída antecipada. Entrei no quarto com a consciência um pouco mais tranquila sabendo que não fui tão preguiçoso.