02/ago/18Calendário 04/ago/18


Kalamata - 03/ago/18 (27 fotos)Mais fotos:ÁlbumSlide show

Montanhas no fundo da cidade - KalamataSem nenhuma inspiração fiquei na cama até um pouco mais tarde. A única forma de sair de Kalamata é com o transporte coletivo, bastante deficiente. Depois dos dois horários da madrugada a saída viável para as cidades que havia selecionado era a das 9:30 h. Com isso teria tempo de caminhar com calma até o terminal rodoviário. A mesma ligação servia, segundo as informações que tinha até o momento, para todas as localidades. O problema era a volta. Uma no meio da tarde, por volta das 15:00 h e a outra apenas de noite, às 21:00 h. Não tinha certeza de querer me submeter a esse regime. De qualquer forma, se fosse Praia depois da marina - Kalamataencarar essas viagens, não seria hoje. Inicialmente pensei em caminhar no sentido contrário ao centro, em direção à uma praia três quilômetros à frente. Pensando melhor, resolvi verificar visualmente a partida do ônibus matutino e decidi voltar à rodoviária. Com toda a indecisão já estava atrasado e acabei chegando 2 minutos antes para confirmar a existência da ligação. Sentei num banco de madeira da rua de pedestres para apreciar o movimento e lamentar a situação, ainda sem noção do que fazer. Pouco depois das 10:00 h arranjei coragem para levantar e andar até a marina. Percebi que aquele lado também contavTemporal à vista - Kalamataa com uma extensa faixa de areia e fui conferir se o local oferecia alguma possibilidade. Além da distância, a única diferença com as praias centrais era a menor quantidade de barracas organizadas. Sem intenção de usufruir da mistura de pedras e areia resolvi continuar pela estrada paralela ao litoral até o final. De acordo com o mapa eletrônico havia um rio intransponível uns seis quilômetros adiante e esse foi o objetivo que defini para a caminhada. O percurso serviu tanto para acrescentar milhas ao chinelo quanto para abrir um buraco na sola. Tinha chegado a vez do par original adquirido em Zakynthos a prDepois da chuva vem o temporal - Kalamataeço de importado e de verificar se a marca tinha alguma influência na vida útil do calçado. Por enquanto, os falsos mal passavam dos dez dias. O cerco das nuvens foi se fechando à medida que o relógio avançava. Deu para retornar para o centro, fazer as compras do dia no supermercado e voltar para o hotel, sempre sendo lembrado pelas trovoadas de que algo se aproximava. Apenas meia hora após o banho, perto das 17:30 h é que o temporal tão anunciado pela meteorologia decidiu se materializar. Foi forte mas em questão de meia hora estava tudo pacificado novamente. O céu, contudo, só limpou no começo da noite.